7 de dez de 2017

Homem faz descoberta impressionante no seu quintal


Homem descobre nova espécie de dinossauro no próprio quintal

Os paleontólogos precisam viajar para lugares distantes enquanto buscam fósseis. Mas, para Bill Shipp essa tarefa é bem mais simples.

Bill é um físico nuclear que ama paleontologia. E, por coincidência ou não, ele acabou encontrando ossos de dinossauro no jardim de sua casa. Porém, a maior surpresa veio logo em seguida: os ossos achados pelo homem fazem parte de uma nova espécie de dinossauro.


Foram necessários 10 anos para conseguir retirar e identificar todos os ossos achados, que fazem parte de uma nova espécie de Triceratops: Spiclypeus shipporum. A espécie foi batizada carinhosamente de Judith, que recebeu este nome em homenagem a um rio que fica perto do local em que os ossos foram achados. Essa espécie já tem 80 milhões de anos e possui uma coroa cheia de chifres defensivos que apontam para todos os lados.

Esta é uma nova adição espetacular para a família de dinossauros com chifres que percorriam a América do Norte ocidental entre 85 e 66 milhões de anos atrás”, disse Jordan Mallon, do Museu Canadense da Natureza, no Canadá.

Uma análise feita nos ossos revelou que o animal estava doente quando morreu. Acredita-se que ele sofria de algum problema causado pela idade.


A espécie começará a ser exposta na semana que vem no Museu Canadense da Natureza. [Science Alert]

6 de dez de 2017

12 Pessoas que estão tendo um dia de muita sorte!


Pessoas que tiveram uma grande sorte ao fazer alguma coisa, como pode essa primeira foto uma gema de ovo grudar na outra? e a árvore cair sobre carro ,  mas ter o formato curvado e não o acerta-lo ? São pessoas que tiveram uma grande sorte em tal dia , você já teve uma sorte dessa ? comente ai e analise as fotos separadas para vocês 

Talvez esse foi o mais sortudo do dia

21 de nov de 2017

Descobertas arqueológicas mais chocantes da história



Ser um arqueólogo é um trabalho que parece incansável para quem exerce esse tipo de atividade de realizar pesquisas e novas descobertas. E passam os anos, mudam-se as estações, o clima e vários fatores acabam influenciando para que o homem faça novas descobertas e registre grandes feitos na história e contribua para a ciência e a pesquisa.

Os esqueletos de bebês no esgoto

Essa descoberta é bem impactante e um pouco desumana. O local dessa descoberta chocante é em um balneário romano antigo/bizantino em Israel. A estrutura do edifício era baseada em um sistema de drenagem de resíduos por meio de esgotos. Trabalhando em escavações, os pesquisadores encontraram muitos ossos de bebês em tubos.

Eles não conseguiram descobrir qual foi o motivo que explica o paradeiro dos ossos. Pelo que foi deduzido, as pessoas que residiam naquele local, tinham algum tipo de hábito misterioso de jogar os bebês pelo esgoto.

As misteriosas linhas de Nazca

Essa descoberta misteriosa levou alguns anos para ser detectada por conta de sua dificuldade de localização. Elas foram encontradas por volta dos anos de 1900 por conta de sua visibilidade que só é possível por meio de uma vista aérea. As crenças são de que esses desenhos podem ter sido causados por OVNIs ou civilizações antigas mais avançadas.

A crença é de que os autores dessas obras tenham uma excelente habilidade com topografia. O que permanece em mistério é sobre a forma como as civilizações Nazca construiam esses desenhos de forma arquitetada e bem programada.

Os guerreiros vikings enterrados sem cabeça

Essa descoberta impactante foi feita na cidade litorânea de Weymouth, em Dorset, na Inglaterra. 54 esqueletos desmembrados juntos de 51 crânios foram encontrados em uma vala dentro de uma pedreira abandonada. Em pesquisas e análises realizadas, os pesquisadores descobriram que as ossadas eram pertencentes aos vikings.

Os especialistas afirmam que a crença é que essa sociedade viveu em determinado momento nos períodos dos séculos 5 a 10, no momento da Idade Média. Eles afirmam que os seres podem ter sido mortos nus e tiveram suas cabeças degoladas e partes do crânio atingidas tudo diante de uma platéia.

As múmias em estado de grito

Essa múmia foi encontrada em 1886 com suas mãos e pés atados envolvidos em pele de carneiro. O chefe do serviço de antiguidades egípcio, Gaston Maspero, encontrou uma abertura no abdômem do cadáver, na qual ele percebeu que os órgãos internos foram retirados.

E o mais impressionante foi a expressão da múmia. Como consta na imagem, ela foi encontrada fazendo uma certa expressão de grito.

A múmia natural do gelo

Essa descoberta foi gelada e impactante para os cientistas. Trata-se de uma múmia de 5.300 anos de idade que os cientistas o apelidaram de Otzi, o homem do gelo. O corpo foi encontrado em 1991, nos Alpes Otztal, na fronteira austro-italiana, pelos turistas alemães Erika Simon e Helmunt.

A descoberta registrou que ele é o caso mais antigo sobre múmias naturais. O corpo dessa múmia está em exibição no Museu de Arqueologia do Tiro do Sul em Bozen-Bolzano, na Itália

16 de nov de 2017

Este vídeo é para quem ama espremer os cravos alheios



Você é uma daquelas pessoas que adoram espremer os cravos alheios? Então este vídeo vai fazer você se coçar de emoção. É a remoção de alguns cravos e um cisto enorme nas costas de uma paciente. Quem fez o vídeo foi a Dra. Sandra Lee, especialista em problemas dermatológicos.