12 de abr de 2015

Casal encontrou uma lancheira de 1951 atrás da parede de casa… O que estava dentro dela quase os faz cair para trás!


Uma família americana já vem vivendo nesta casa da década de 40 há algum tempo. Pouco a pouco eles foram reformando todos os cômodos. Agora chegou a hora do porão. Começa como um trabalho tedioso que ninguém está muito afim de fazer, mas acaba se tornando o tipo de aventura que todos sonham.

Para começar a reforma, o teto do porão precisa ser completamente removido. Por trás há uma grossa camada de poeira, que se acumulou durante décadas.


Mas o que é isso? Escondida entre as vigas do teto eles vêem uma lancheira verde.


Uma camada bem grossa de sujeira sugere que ela esteve aqui por bastante tempo. Um cadarço mofado a mantém fechada. O que há dentro dela? Joias, ações, ou apenas brinquedos velhos?


O suspense aumenta à medida que eles abrem. Eles puxam o cadarço gentilmente. 


A lata contém vários pacotes enrolados em papel encerado, fazendo a imaginação da família correr solta.


Embaixo dos pacotes há um jornal muito amarelado: é de 25 de março de 1951. O tesouro secreto deve ter ficado ali, escondido e intocado, desde então.


O formato dos pacotes já acendeu as esperanças. Ao abri-los, o casal tem suas suspeitas confirmadas: alguém juntou dinheiro ali. Um maço grosso de notas de 20 dólares espera pelos novos donos.


Mas com o outro pacote, a situação louca fica mais louca ainda: um outro maço aparece, dessa vez com notas de 50 dólares. E finalmente o último, consistindo exclusivamente de notas de 100 dólares. Juntos, a família está olhando para 23.000 dólares (cerca de um pouco mais de 74.500 reais).


As notas são de anos entre 1928 e 1934. Para estar assegurado, o casal contrata um advogado. Mas o que acontece, é que o primeiro dono da casa, uma mulher idosa, morreu há algumas décadas. Então eles podem celebrar essa bonança inesperada (eles investiram imediatamente em novas reformas para a casa). Neste caso, as coisas boas literalmente vêm de cima!